Home / Jorge Pina e Rexona inauguram primeira escola de atletismo adaptado em Lisboa

Jorge Pina e Rexona inauguram primeira escola de atletismo adaptado em Lisboa



6

Jorge Pina e Rexona inauguram primeira escola de atletismo adaptado em Lisboa Inauguração da Escola de atletismo adaptada, por Jorge Pina em parceria com a Rexona.
Orlando Almeida / Global Imagens 09/02/2015 | 09:47 | Dinheiro Vivo
O projeto desenvolvido em parceria com a Rexona e o atleta Jorge Pina foi esta quinta-feira inaugurado. A criação de uma escola adaptada para a prática de atletismo era uma “ideia pensada já há algum tempo”.

“Corre por mais”. Foi esta a frase que deu nome ao projeto de angariação de fundos para a construção de uma escola de atletismo adaptada, pelo atleta Jorge Pina, com o objetivo de dar formação a crianças e jovens com necessidades especiais.
A Rexona uniu-se ao projeto de Jorge Pina, pondo Portugal a “correr por mais”. A marca oferecia 1 euro por cada quilómetro corrido na iniciativa. Ao todo foram angariados cerca de 135 mil euros, com um total de 175 quilómetros percorridos em território nacional. Segundo Pedro Gonçalves, um dos convidados, “este resultado corresponde a 3 voltas à terra”.
O atleta referiu que o trabalho desenvolvido não foi apenas dele, “mas em conjunto com todos os portugueses”.
José Serôdio, representante do Instituto Nacional para a Reabilitação (INR) apoiou a iniciativa dizendo que “quando as pessoas querem e sonham, conseguem alcançar os seus objetivos”.
Estiveram reunidas na inauguração do centro a Escola Fernando Pessoa, a Escola Marquesa de Alorna e o Colégio Bola de Neve.
Algumas personalidades conhecidas do mundo da televisão não deixaram de marcar presença, como o Major José Moutinho ou Raquel Strada, ambos colegas do atleta no programa Splash, emitido pela Sic.
As modalidades irão decorrer às terças, quintas e sextas-feiras, de acordo com o horário escolar dos alunos inscritos, no Parque de Jogos 1º de maio, pertencente à Fundação Inatel.

“Foram 175 os quilómetros que os Portugueses correram para tornar este projeto possível”, afirmou Jorge Pina.

Ler notícia completa:

 


  • Share Post

Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *